Curso de estatística promovido pelo Laboratório Fator Humano

11/12/2018 11:10

De setembro a outubro de 2018, o Laboratório Fator Humano ofertou o Curso de Extensão: Introdução à Estatística aplicada à Pesquisas em Psicologia, que teve como objetivo a capacitação de estudantes para execução de pesquisas com abordagem quantitativa. O curso abordou temas como: conhecimentos básicos em estatística; criação de banco de dados e importação deste para os programas estatísticos SPSS e STATA; escolha de procedimentos estatísticos, métodos e padrões adequados para comunicação de resultados para a pesquisa em Psicologia; utilização dos softwares para atender às necessidades básicas de pesquisas de relação entre variáveis. O Curso foi organizado pela Doutoranda Daniela Ornellas Ariño, e os Mestrandos Pedro Augusto Crocce Carlotto e Karen Rayany Ródio Trevisan. E ministrado por estes mesmos discentes, em acréscimo da Doutoranda Rafaela L. Trevisan. Participaram do curso estudantes de graduação em Psicologia da UFSC e do CESUSC, pós-graduação em Psicologia e Matemática da UFSC,  e também Profissionais da Saúde.

V Congresso Brasileiro Psicologia

11/12/2018 11:08

No mês de novembro de 2018, a Mestra e Doutoranda Daniela Ornellas Ariño, esteve em São Paulo, participando do V Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão.


Na oportunidade apresentou três trabalhos, decorrentes de pesquisas realizadas pela mesma, e em parceria com demais pesquisadores, acerca das temáticas Saúde Mental de Universitários e Carga Mental de Docentes. Neste evento, também aproveitou para fortalecer sua formação, atuando como debatedora dos trabalhos na modalidade Pôster, e também participou como ouvinte no curso desenvolvido pela ABOP de Planejamento de Carreira de Adultos em Transição.

 

Pesquisa sobre Fatores Humanos na Antártica – 2018

09/12/2018 13:44

O projeto “Fatores Humanos em Ambientes Polares”, proposta aprovada pelo CNPq que iniciou como um projeto de Iniciação Científica e tornou-se trabalho de mestrado e agora de doutorado da psicóloga Paola Barros Delben, coordenadora em campo, sob orientação e coordenação geral do prof. Roberto Moraes Cruz, participou de mais uma expedição na Antártica, pelo Programa Antártico Brasileiro – PROANTAR – coletando dados que contribuem para estudos de redução de riscos de acidentes e adoecimentos no contexto.
A 37º Operantar foi a sexta viagem de Paola e a primeira da pesquisadora associada ao laboratório Fator Humano, Vanda Biavati. Na oportunidade embarcada no navio Ary Rongel, desde Rio Grande, passando por Punta Arenas e Baía do Almirantado, onde se localiza a Estação Antártica Comandante Ferraz – em reconstrução – foram mapeados riscos ergonômicos e propostas soluções de minimização dos impactos negativos relacionados à exposição ao ambiente ICE – Isolado, Confinado e Extremo. O projeto que se internacionalizou e conta com o apoio de Instituições da Polônia e Portugal, além das nacionais, Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Alto Vale do Rio do Peixe e da Marinha, representada pelo Serviço de Seleção de Pessoal – SSPM.
Durante quase um mês foram coletados dados importantes para o projeto pioneiro de pesquisa básica e aplicada e de relevância constatada também econômicamente, com contribuições interdisciplinares, formando um grupo de estudantes e pesquisadores da psicologia, administração, direito, química, engenharia mecânica e fisiologia.

Agradecimentos especiais ao cmdt. Delduque e Kristoschek por seus trabalhos em âmbito logístico, ao comandante do navio Ary Rongel, Antônio Braz e o imediato Vasques, ao coordenador embarcado da SECIRM – Secretaria Interministerial para Recursos do Mar, o cmdt. Galdino e seu assistente Zucolotto, a toda a tripulação do navio “Gigante Vermelho”, destacamento aéreo embarcado – DAE, mergulhadores e destacados do Arsenal, com especial respeito ao sr. Sérgio. Também à tripulação do navio Maximiano, destacados o cmdt. Heine e a cmdt. Haynnee, que receberam as pesquisadoras para apresentação do projeto expressando, aos chefes dos Grupos-Base cmdt. Marcelo e cmdt. Luíz Filho e a todos do grupo que se despediu após um ano de guarnição e ao que inicia uma missão no continente gelado, ao prof. Paulo Munhoz, representando a incrível equipe da ESANTAR-Rio Grande e à tripulação do 1º/1º esquadrão da FAB, ao sub-oficial Peixoto e ao contra-almirante Guida, idealizador e co-autor de um dos trabalhos desenvolvidos pelo projeto.

Visita à ESANTAR-Rio Grande

29/10/2018 23:12

O prof. Paulo Munhoz, diretor da Estação de Apoio Antártico (ESANTAR) Rio Grande, recebeu as pesquisadoras Paola Barros Delben e Vanda Biavati, do projeto Fatores Humanos em Ambientes Polares, coordenado pelo prof. Roberto Moraes Cruz, para apresentar as instalações na Universidade Federal do Rio Grande (FURG). O apoio logístico da ESANTAR-Rio Grande é ímpar para o Programa Antártico Brasileiro e todos os anos, desde a década de 1980, solicitam e realizam a manutenção especialmente de vestimentas específicas para os expedicionários suportarem as condições do ambiente ICE (isolado, confinado e extremo) da Antártica. A equipe que realiza os trabalhos estava presente e explicou alguns dos importantes trabalhos necessários para oferecer condições de sobrevivencia no polo austral.

 

Qualificação de mestrado – Karen Rayany Ródio Trevisan

29/10/2018 22:39

A mestranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSC, Karen Rayany Ródio Trevisan, orientada pelo prof. Roberto Moraes Cruz, qualificou seu projeto de dissertação no dia 29 de Outubro. A pesquisa entitulada “A influência da carga mental de trabalho nos agravos à saúde mental em professores do Ensino Básico público estadual de Santa Catarina” foi avaliada pela banca composta pelos professores Dr. Carlos Nunes e Dra. Romilda Guiland. Parabéns, Karen!

Palestra sobre riscos psicossociais e normas regulamentadoras (NR) CEREJ – Biguaçu

02/10/2018 23:08

Na sexta-feira 28/09/2018, o mestrando Pedro Augusto Crocce Carlotto representou o Laboratório Fator Humano na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT) na Cooperativa de Prestação de Serviços Públicos de Distribuição de Energia Elétrica Senador Esteves Junior – CEREJ, em Biguaçu (SC). O tema abordado foi a relação entre riscos psicossociais e as Normas Regulamentadoras (NR) pertinentes ao trabalho com eletricidade (NR 10, 33, 35). O convite para participar da palestra veio do Prof. Dr. Mário de Souza Almeida, professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e facilitador do Instituto Refletir <https://www.institutorefletir.com.br>, que também palestrou a respeito de relações humanas e segurança no trabalho.

Pesquisa na Antártica: Visitas ao SSPM, navio Ary Rongel e ESANTAR (Marinha) e Base da Força Aérea Brasileira (FAB)

21/09/2018 16:55
Representando o laboratório Fator Humano, a pesquisadora Paola Barros Delben, que coordena com o prof. Dr. Roberto Moraes Cruz o projeto “Comportamento Seguro em Expedicionários polares”, atualmente apoiado pelo edital Universal do CNPq, visitou os locais relacionados ao Programa Antártico Brasileiro – PROANTAR, no Rio de Janeiro (RJ), ao lado da também pesquisadora Vanda Biavati.
A atividade visou compreender aspectos logísticos do PROANTAR, apresentar o projeto e estabelecer parcerias.
No dia 17 de setembro as pesquisadoras foram recebidas no Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha (SSPM), 1º Distrito Naval, pelo cmdt. Perez, a cmdt. Anna Laura e a cmdt. Camila. No dia 18, o diretor do SSPM, cmdt. Canela, também recepcionou as pesquisadoras. O SSPM participa de etapas importantes da seleção e preparação de expedicionários da Estação Antártica Brasileira Comandante Ferraz (EACF).
No dia 18 de Setembro a visita foi à Estação de Apoio Antártico (ESANTAR-RIO), representada pela cmdt. Haynnee e por membros do atual Grupo-Base (GB) de guarnição anual da EACF. Neste mesmo dia foi feita uma visita ao navio Ary Rongel, ancorado no Arsenal de Marinha, no 1º Distrito Naval, realizando as inspeções finais e o abastecimento para o início da Missão XXXVII na Antártica. As pesquisadoras foram recebidas pelo Chefe de Operações, o cmdt. Bambace e pelo comandante do Navio, o capitão-de-mar-e-guerra Antonio Braz, que contaram sobre as operações especiais no continente gelado e a importante contribuição deste navio de apoio logístico à EACF. Além do Ary Rongel, o navio Maximiano, também da Marinha do Brasil, presta apoio às missões na Antártica com suporte especialmente às pesquisas científicas.
Finalmente, em 19 de setembro, as pesquisadoras estiveram na Base da Força Aérea Brasileira, conversando com cmdt. Cláudio, a frente do 1º/1º esquadrão, que com o avião Hércules C-130, apelidado “gordo”, realiza o apoio ao PROANTAR com voos de verão e de inverno, inclusive com as pioneiras operações de lançamento de carga para a EACF

      

Em nome de todos do projeto àqueles que dispensaram seu tempo e atenção de forma tão gentil às pesquisadoras, nossos agradecimentos.

 

I Congresso Interdisciplinar de Atenção ao Uso de Drogas. Inscrições (UNIVALI)

11/09/2018 09:07
Em março de 2019, a Psicóloga Mª Daniela Ornellas Ariño, estará participando do  “I Congresso Interdisciplinar de Atenção ao Uso de Drogas: perspectivas e possibilidades de intervenção em educação, saúde e segurança pública”, apresentando uma conferência sobre Saúde Mental e o uso de drogas entre estudantes universitários.
O evento será realizado da Universidade do Vale do Itajaí, no campus de Itajaí. As inscrições podem ser realizadas pelo link: https://www.univali.br/eventos/saude-e-esporte/Paginas/evento2489.aspx

Participação na XXIX RAPAL – Reunião de Administradores de Programas Antárticos Latino-Americanos

09/09/2018 10:40

A pesquisadora associada ao Laboratório Fator Humano, mestre em psicologia Paola Barros Delben, esteve de 03 a 06 de Setembro em Brasília para a XXIX Reunião de Administradores de Programas Antárticos Latino-Americanos (RAPAL), como coordenadora do projeto sobre comportamento seguro, também coordenado pelo prof. Dr. Roberto Moraes Cruz. Na ocasião foram discutidas as pesquisas científicas dos países, aspectos logísticos e propostas de cooperação. A XXX RAPAL será no Chile em 2019 e este ano Barros-Delben e Vanda Biavati, também pesquisadora, se preparam para a missão XXXVII na Antártica.

III Congresso Catarinense Psicologia Ciência e Profissão 2018 – Mesas redondas

02/09/2018 14:16

Entre os dias 30 de agosto e 2 de setembro aconteceu o III Congresso Catarinense Psicologia Ciência e Profissão, em Florianópolis, no Hotel Canto da Ilha. No evento, o Laboratório Fator Humano, coordenado pelo prof. Dr. Roberto Moraes Cruz, participou em duas mesas redondas.

 

No dia 01 de Setembro, sábado, a mesa redonda “Psicologia aplicada à Saúde e Segurança do Trabalho”. O professor Roberto Cruz apresentou um encadeamento das falas que seguiriam, remontando o início da Psicologia da Segurança e Saúde no Trabalho e os impactos das contribuições científicas para a sociedade. O mestrando Pedro A. C. Carlotto discorreu sobre os riscos psicossociais e a definição de conceitos, resultado de sua pesquisa. A também mestranda Karen Rayany Rodio introduziu as definições de termos “Carga de trabalho”, com ênfase na carga mental. A mestre em psicologia Paola Barros Delben apresentou a pesquisa sobre Comportamento seguro na Antártica e a avaliação psicossocial em contextos Isolados, confinados e Extremos, demonstrando como as especificidades de um local de trabalho podem fornecer informações para trabalhos interdisciplares de mapeamento de riscos e fatores de risco no trabalho, dentre eles a carga mental.

 

 

No dia 02 de Setembro, domingo, a mesa redonda “Avaliações de Fatores de Risco Psicossociais no Trabalho” contou com a presença do Professor Roberto Cruz que explanou as diferenças entre risco e fatores de risco. Os instrumentos utilizados em avaliações psicossociais no trabalho foram discutidos pelo mestrando Pedro A. C. Carlotto. A pós doutoranda Patrícia Dalagasperina associou os riscos ocupacionais ao Estresse Traumático Secundário em diferentes profissões e a psicóloga Sara Gisele Martins Klokner, apresentou os instrumentos utilizados para avaliação psicossocial no contexto brasileiro.

 

O laboratório tem participado de consultorias e trabalhos de elaboração de protocolos e instrumentos de avaliação psicossocial no trabalho em diversos contextos.